Como ter o website perfeito!

Toda a gente já ouviu a frase: “se a tua empresa não está na internet, não existes”. Esta é uma verdade para qualquer negócio. Repito-a várias vezes a vários clientes. Ao último em específico (que me levou a escrever este post), expliquei que são feitas todos os dias centenas pesquisas por websites de arquitectos lisboa e um atelier não existirá para essas pessoas enquanto não tiver um site online.

Sempre que falo deste tema há sempre uma pergunta que os clientes fazem: O que é melhor, ter um blog ou um site? Para muitos modelos de negócio, esta é efetivamente uma pergunta difícil, mas para a estratégia essencial é bastante simples: o Blog. Para ser mais claro, vamos analisar as diferenças:

O website de arquitetura é um série de páginas estáticas unidas por links de navegação. É atualizado poucas vezes e está fortemente associado a um portfólio.

O blog de arquitetura é um website ativo. É atualizado mais vezes e com menor dificuldade.

Ninguém gosta de vendedores, é um facto, daí que, do meu ponto de vista a estratégia principal de vendas atualmente é gerar relacionamento e liderar clientes através da internet. E esse é o motivo principal pelo qual o blog ser a melhor opção. Permite produzir conteúdo atraente para o público-alvo e ajuda a construir um relacionamento mais próximo com os potenciais clientes.

Como conseguir ter um bom blog de arquitectura?

A primeira etapa para um blog de Arquitetura estar entre os melhores é produzir conteúdo e pensar na relação com o visitante, pois dessa forma posicionamo-nos como referência nessa área de mercado.

Quando temos uma área de mercado definida, é mais fácil decidir sobre o que escrever no blog. Um Arquiteto que trate de todas as áreas na generalidade, tem uma lista gigante de assuntos para falar. Um arquiteto especialista consegue focalizar mais numa (a sua) área específica de atuação e atingir exatamente o público que pretende.

Arquitectura do blog

Uma das estratégias para o que o blog esteja perfeitamente otimizado passa por ter uma estrutura bem definida. Depois de ter trabalhado com este último cliente, cheguei a algumas conclusões em relação ao que um blog de qualquer gabinete de arquitectura deve ter:

  1. O logo tem de estar bem visível para reforçar a marca
  2. Uma caixa de captura de e-mail também em evidência de forma a oferecer conteúdo exclusivo em troca do e-mail
  3. Conteúdos de qualidade complementado com mídias como fotos e vídeos
  4. Um menu lateral com perfil descritivo e links para a página do blog nas redes sociais
  5. Outra caixa de captura de e-mail no fim de cada artigo (ou no meio)

Conteúdo para um blog de arquitectura

Sabendo perfeitamente quem é o público-alvo, o nicho de mercado e o que as pessoas procuram na internet, é possível conceber conteúdo para que elas interajam com o blog.

Um fator importante sobre a produção de conteúdo: a frequência de atualização do blog deve ser alta. E é importante ter sempre em mente que que periodicidade é melhor que quantidade. Ou seja, é muito melhor publicar um post/artigo por semana, do que quinze artigos em apenas um dia e depois passar dois meses sem publicar nada.

Como é que os utlizadores encontram a sua empresa online (com infografia)

Os dados acerca de como os sites são encontrados online são importantes para a estratégia de marketing digital de uma empresa. Se um site é encontrado através dos motores de busca ou através de um link nas redes sociais, esses dados dão-nos uma visão do comportamento dos consumidores, e ajudam-nos a perceber onde devemos melhorar.

São quatro as formas principais pelas quais as pessoas podem encontrar um site online: pesquisas pagas, pesquisa local, pesquisa orgânica e Media Sociais.

pesquisas pagas (também conhecidas como pay-per-click ou PPC) dão a um site um impulso nos motores de busca, porque permitem que o se pague (por exemplo ao Google é através da plataforma adwords) para a empresa surgir quando são pesquisadas determinadas palavras-chave (por exemplo: alguém que tenha os estores de casa estragados vai pesquisar “reparação de estores lisboa“). Quando potenciais clientes procuram por essas palavras-chave, o website vai surgir no topo da página (como anúncio pago).

A pesquisa local destina-se a destacar as empresas numa área geográfica específica. Incluir o endereço físico da empresa, número de telefone, horário, preços etc, aumenta a probabilidade do website ser encontrado nas buscas locais. Além disso, o site pode ser listado em diretórios locais, como as páginas amarelas, que ajudam a atrair potenciais clientes.

A busca orgânica utiliza a relevância para determinar se o site vai de encontro ao “pedido” de cada pesquisa. Se o conteúdo do site é de alta qualidade, útil e relevante para os potenciais clientes, este vai obter uma classificação mais elevada nas pesquisas.

Social Media is a huge benefit to any business with a small marketing budget, as it acts like “word of mouth.” Being active on Facebook, Twitter, Google+, LinkedIn, Pinterest, and other social media outlets is a great way for potential customers on a wider scale to hear about your business and discover your website.

As any business continues to grow, it’s vital to know how people find your website.

Os Social Media são uma vantagem enorme para qualquer empresa com um pequeno orçamento de marketing, basicamente porque servem como “passa palavra”. Ser ativo no Facebook, Twitter, Google +, LinkedIn, Pinterest, e outras redes sociais é uma ótima maneira para os potenciais clientes, numa escala mais ampla, ouvirem falar sobre determinado negócio e/ou website.

Para qualquer negócio que pretende crescer nesta nova era digital, é vital saber como é que as pessoas encontram a nossa empresa e/ou website.

SEM_infographic_FINAL-01

O que é necessário para abrir uma empresa de limpezas domésticas?

Abrir uma empresa de limpezas domésticas pode ser um negócio lucrativo. Tudo que é preciso é material de limpeza básico e alguns clientes. Nos dias que correm, as pessoas estão ocupadas. Muitas famílias têm um trabalho a tempo inteiro e filhos, o que deixa pouco tempo livre. Consequentemente, um grande número de proprietários de casa pode muito bem precisar dos serviços da sua empresa de limpezas domésticas lisboa.

Considerações
Deve sempre considerar a compra de uma franchise, caso não queira começar o seu negócio de limpeza do zero. Contacte várias empresas que façam franchise. Pergunte quanto custa abrir o seu próprio franchise. Normalmente, ao abrir um franchise neste ramo, é oferecida formação de forma a passar as ideias e métodos da empresa mãe. A vantagem do franchise é que terá a publicidade e credibilidade de uma empresa já presente no mercado.

Equipamento
Normalmente é possível começar um negócio de limpezas domésticas com um aspirador, mopas para limpeza de soalho e janelas, panos, toalhas de papel e sacos de lixo. Pode sempre decidir quer limpar janelas e/ou carpetes (geralmente, é possível alugar aspiradores a vapor para limpeza de carpetes). Crie as suas próprias facturas no seu computador. Compre software de contabilidade para que possa manter o controlo de receitas e despesas. Outra opção (de custo reduzido) é comprar apenas um livro de receita / despesa de forma a poupar em materiais de escritório mais caros.

Promoção
Crie flyers para publicitar o seu negócio de limpeza. Inclua todos os seus serviços e preços correspondentes. Por exemplo, pode listar os preços dos serviços por número de limpezas a efetuar, ou por metro quadrado a ser limpo. Distribua os folhetos de porta em porta e em residências na sua área de ação. Também deve colocar um anúncio em jornais locais, mas para além disso, é importante a criação de um site para a sua empresa. Coloque a sua empresa de limpezas em diretórios como o Clean Center ou as páginas amarelas online.

Prazos
É possível (normalmente) abrir uma empresa deste tipo rapidamente e começar a preencher a sua agenda com novos pedidos de clientes que precisam de seus serviços de limpeza. Em caso de franchise, pode demorar várias semanas ou mais, até obter aprovação. E não se esqueça de levar em consideração o tempo de formação.

Razões (incontestáveis) para as Clínicas Dentárias estarem presentes na Internet

Costumo dizer aos meus clientes: “Se os seus concorrentes estiverem a fazer algo no que se refere a marketing, eles estarão provavelmente a faze-lo porque isso lhes está a gerar mais clientes e mais dinheiro”. Esta noção deveria ser o suficiente para que qualquer proprietário de uma Clinica Dentária querer, pelo menos, perceber mais sobre como efetivamente alavancar o poder da Internet!
A razão pela qual os seus concorrentes estão a utilizar o marketing digial é baseado em duas ideias chave. Primeiro, as pessoas passaram a confiar nos motores de busca (como o Google), como uma fonte confiável de informações. Em segundo lugar, as pessoas pedem referências a amigos e familiares através das redes sociais.

Vamos então analisar as várias formas que temos para alavancar a Internet e redes sociais para chegar a novos clientes/pacientes.

Certifique-se de que o seu site está otimizado.

São tantas as vezes em que encontro no título de sites institucionais coisas como “Bem-vindo” em vez do obrigatório “Clinica Dentária Lisboa“, que já desisti de as contar. É que é aqui que as “aranhas” do Google vão para descobrir do que trata o site. Você precisará de ajuda, sem dúvida! Mas para isso, existem as empresas de internet marketing e SEO, especialistas nestes casos. São feitas centenas de pesquisas relacionadas à ortodontia na sua área a cada mês. Quer que estas pessoas o encontrem a si, ou à sua concorrência?

Estar Presente na Pesquisa Local

É obrigatório a sua clínica surgir nas pesquisas locais do Google. Seja através de anúncios, de resultados de pesquisas baseados em mapas locais, ou pesquisa standart. Para além disso, pode usar por exemplo as páginas amarelas online ou um diretório online conceituado, como por exemplo o Dental Today, para promover a sua clínica localmente.

Pagar para “jogar”

Numa primeira fase, a maneira mais rápida para levar as pessoas a visitar o seu site passa por pagar (Adwords) para o seu site aparecer nos motores de busca. Os fatores mais importantes aqui estão em escolher as palavras-chave corretas.

Torne-se Social.

Os meus conselhos para tirar partido das redes sociais:
1. Ter um perfil no LinkedIn completo com um link que direciona as pessoas para o seu site. Os profissionais também precisam de dentistas!
2. Torne-se um blogueiro. Se você não pode escrever, contratar alguém para fazê-lo, mas vou te dizer uma coisa. A informação é poderosa e é isso que as pessoas estão procurando online. Se o que eles encontram é conectado ao seu blog ou site, então você pode obter um novo paciente para fora do referido artigo.
3. Crie a sua presença nas redes sociais. Mesmo que depois não seja muito ativo, o nome da sua clínica tem de estar presente no Facebook, Twitter etc. Até porque assim irá garantir que só voçê detêm e usa o nome da sua empresa.
4. Utilize o Google +. O Google entrou o mercado das redes sociais e para as empresas locais, esta é uma ótima foma de obter exposição social, para além de ter mais probabilidades de surgir nos resultados de pesquisa do Google.

Por fim, não se esqueça de conabilizar os visitantes do seu site. Eu recomendo o Google Analytics, que para além de ser grátis, pertence à Google e é o mais cotado para este tipo de funções.
Assim que começar a aplicar todas as estratégias enumeradas neste artigo, a sua clínica terá mais visibilidade e irá sentir, sem dúvida, um aumento de nas receitas. Uma forte presença online é hoje em dia um dos principais fatores para o sucesso de qualquer negócio.